Temporada de Rebajas

Seja no verão ou no inverno, Rebajas (se pronuncia rebarras) é uma das palavras que o povo espanhol mais gosta de ouvir já que representa uma oportunidade de ouro para comprar artículos com até um 70% de desconto.

Primeiro anuncio de rebajas

As rebajas começaram nos anos 30 nos Estados Unidos e nos anos 40 na Espanha.

Os primeiros comércios que colocaram esse sistema em prática foram Pepín Fernández, fundador da Galerias Preciados e César Rodriguez e Ramón Areces, do El Corte Inglés na cidade de Madrid.

Naquela época as lojas não possuíam grandes armazéns para acumular material, por isso nesses períodos de descontos aproveitavam tudo o que haviam acumulado para colocar a venda para finalizar o estoque e poder repor com gênero novo.  O que a principio servia mais como balanças para minimizar as perdas do gênero excedente, pouco a pouco se tornou uma grande reivindicação para o consumidor, e ao final  toda uma estratégia comercial que supõe uma parte muito importante do volume das vendas anuais.

Desde a sua liberalização em 2012, o Governo permite  que as lojas possam lançar suas rebajas ao largo do ano como bem entendam; já que antes só podiam ser realizadas duas vezes por ano, com uma duração mínima de uma semana e máxima de dois meses.

As rebajas  de verão de 2019 começarão oficialmente no dia 1º de julho em quase todas as Comunidades Autonômicas (menos Madrid e Comunidade Valenciana  que começam antes).

Quando começam as rebajas de acordo com cada Comunidade Autônoma?

Madrid: de 21 de junho a 21 de setembro.

Comunidade Valenciana: de 29 de junho a 5 de setembro.

Andalucia, Ilhas Baleares, Canarias, Castilla e León, Catalunha, Extremadura, Murcia, Navarra, Principado de Astúrias, La Rioja, Ceuta y Melilla: de 1 de julho a 31 de agosto.

Aragón, Cantábria, Castilla-La Mancha, Galícia, País Vasco: de 1 de julho a 1 de setembro.

Quando começam as rebajas de acordo com as principais lojas?

Grupo Inditex (Zara, Oysho, Stradivarius, Bershka, Uterqüe, Lefties, Pull & Bear, Massimo Dutti e Zara Home) começa dia 28 de junho.

Sfera a partir de 21 de junho.

Springfield já está em rebajas desde de 12 de junho até  31 de agosto com até 50% de desconto.

Pinkie já está em rebajas desde 13 de junho com descontos de até 80%.

Cortefiel já está em rebajas. Descontos de até -60% desde de 12 de junho até  31 de agosto com até 50% de desconto.

Women’s secret já está em rebajas desde de 12 de junho até  31 de agosto com até um 70% de desconto.

El Corte inglês adiantou suas rebajas de verão, oferecendo descontos de até 30% de 6 a 9 de junho para seus clientes com o cartão El Corte Inglés. A temporada normal de rebajas costuma avançar alguns dias.

H & M começa dia  20 de junho, com exceção da loja on-line e as lojas das Ilhas Canárias, Catalunha, Navarra e País Basco, que começam em 1º de julho.

Mango começa dia 20 de junho até 31 de agosto.

A outra cara das rebajas

Ir-se de rebajas é uma prática que 62% dos espanhóis fazem, é em princípio uma forma de planejar as necessidades dos meses futuros, aproveitando os bons preços. Mas pode tornar-se um desperdício, porque às vezes a oportunidade de adquirir produtos a um bom preço pesa mais do que a necessidade em si.

Isso leva ao fato de que muitas das coisas que compramos, especialmente roupas e acessórios, acabam no fundo armário onde elas não sairão até que decidimos limpar, doar ou jogar fora. Então nos perguntamos “por que eu comprei isso?”, esquecendo a compulsividade que nos guiou a comprar.

Para evitar desperdícios é sempre bom fazer uma lista do que realmente precisamos, evitando assim a tentação do desnecessário. Ninguém está livre do pecado do consumismo, mas uma lista pode ser a voz que nos diz: “acalme-se, não consuma para consumir”.

De compras nas rebajas

Conselhos para ir de rebajas:

1-Faça uma lista do que  realmente você precisa;

2-Estipule um orçamento de até quanto poderá gastar;

3-Compare preços;

4-Experimente tudo o que for comprar;

5-Veja a política de devolução;

6-Conserve todos os tickets (notas fiscais).

A OCU (Organização de Consumidores e Usuários) recorda alguns direitos do consumidor:

• As lojas não podem aproveitar as rebajas para desencalhar os estoques dos seus armazéns. Os produtos devem ter feito parte da oferta usual da loja por pelo menos um mês prévio as rebajas e a qualidade dos produtos com desconto deve ser a mesma de antes sem o desconto.

• O preço original deve aparecer ao lado do preço com desconto, ou pelo menos a porcentagem de desconto deve aparecer, para que se possa comparar que o desconto é real.

• O comercio está livre para aplicar condições especiais sobre a devolução ou pago com cartão durante as rebajas, porém estas normas devem estar indicadas em um lugar visível.

• Mesmo que o produto de você comprou e queira trocar estiver em perfeito estado, o estabelecimento não está obrigado a trocar. A maioria dos comércios fazem, porque é uma boa prática, porém não estão obrigados a devolver-te o dinheiro. Podem trocar o produto por outro ou dar-te um vale. Agora se o artículo estiver defeituoso, o estabelecimento terá  que trocar ou devolver-te o dinheiro.

• Garantias e serviços de pós-venda são iguais aos produtos antes do preço reduzido.

Boas compras!! Feliz Rebajas!!!

Por favor faça comentários

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *