Te daremos um passo-a-passo de como é estudar em uma universidade aqui na Espanha

O sistema Universitário espanhol está formado por 83 universidades, das quais 50 são públicas e 33 particulares. Se levarmos em conta a população do país, podemos dizer que na Espanha existem 1,78 universidades por cada milhão de habitantes, dado que motiva qualquer estudante sentir vontade de estudar aqui.

A educação superior se divide em três níveis: Grados, Másters e Doutorados. Os Grados, que são o equivalente aos cursos de Graduação no Brasil, têm uma duração mínima de 180 créditos, mas a realidade é que são as próprias universidades que podem decidir qual será a sua oferta educativa de Grados e Másters, bem como a duração dos mesmos. 

Para estudar na Espanha, é necessário dar entrada no visto de estudante. Isso deve ser feito antes de sair do Brasil, no consulado da Espanha. Além disso, é preciso fazer o requerimento para a admissão na universidade escolhida.

Para poder ter acesso à oferta educativa das universidades espanholas, os estudantes universitários deverão realizar uma série de tramitações para obter uma vaga na universidade que for escolher.

O exame de acesso à universidade, conhecido como PAU, é requerido para garantir que os alunos possuem os conhecimentos necessários para entrar na universidade independentemente de onde cursaram os seus estudos anteriores. Serve para dar oportunidades aos estudantes que precisam subir as suas qualificações antes de entrar no curso e, para as autoridades educativas, funciona como um guia para conhecer a realidade da educação. B

Estudar na Espanha – Estudantes universitários

Bolsas de estudos na Espanha

Com relação aos estudos universitários, a Espanha investe 0,13% do seu PIB em bolsas e ajudas ao estudo.

Tanto o governo como diferentes instituições fomentam e promovem programas de ajuda econômica para estudantes nacionais e estrangeiros que decidam cursar seus estudos na Espanha.

Para tentar uma bolsa de estudos na Espanha, é importante que você saiba falar espanhol. Além disso, ter no currículo atividades extracurriculares também é muito bem visto pelas bancas examinadoras.

Saber o que quer fazer na universidade também conta. Ter um projeto também é relevante, pois muitos processos seletivos são feitos analisando o currículo e o projeto de estudos.

 As principais bolsas de estudo são:

Santander Universidades

Fundación Carolina

Fundación Botín

Universidad Complutense Madrid

Instituto Cervantes

As bolsas de estudos na Espanha podem se limitar a:

1.Desconto no valor total do curso;

2.Pagamento do valor integral do curso;

E em alguns casos oferecer até mesmo ajuda de custo.

Documentos necessários para Estudar na Espanha

A documentação exigida para estudar na Espanha varia de acordo com o curso escolhido, a instituição e a situação. Com uma bolsa de estudos o primeiro será passar por um processo de seleção.

Os documentos exigidos para estudar na Espanha:

1.Formulário de solicitação, devidamente preenchido (original e uma cópia A4) com uma fotografia recente, tamanho 3×4, em cores, de frente, com fundo branco;

2.Passaporte que seja válido por toda a estadia, acompanhado de uma cópia A4 da página com os dados biográficos. Deve ter, pelo menos, duas páginas em branco;

3.Atestado médico, conforme modelo anexo disponível no site do consulado, emitido por um médico habilitado (com o CRM legível) e com a Apostila da Convenção de Haia (original e uma cópia A4). Estão isentos deste requisito os estudantes que solicitarem visto de estudos por um período inferior a seis meses;

4.Documentos que justifiquem a disponibilidade de recursos econômicos próprios (originais e uma cópia A4): declaração do IRPF, extratos de contas bancárias dos três últimos meses (poupança, conta corrente, etc.), holerites dos três últimos meses etc. Não são aceitos extratos obtidos pela Internet. Se o solicitante é dependente, a documentação será a do familiar responsável, que deverá apresentar uma declaração com a firma reconhecida em cartório;

5.Título acadêmico ou certificado das matérias cursadas no Brasil com a Apostila da Convenção da Haia (original e uma cópia A4)

6. Seguro público ou privado de enfermidade contratado com uma entidade seguradora autorizada para operar na Espanha (original e uma cópia A4);

7.O pagamento do valor da taxa de visto de estudo

8.Certidão de antecedentes criminais expedida pela Polícia Federal e com a Apostila da Convenção da Haia, original e uma cópia A4. Certidões expedidas na Internet precisam constar os números de passaporte, do RG ou do CPF. 

Documento para comprovação da estadia

Também é necessária a documentação que comprove a finalidade da estadia (original e uma cópia A4). É preciso apresentar a admissão ou matrícula num centro de ensino autorizado na Espanha, para a realização de um programa de tempo completo (com um mínimo de 15 horas letivas presenciais por semana), que conduza à obtenção de um título ou certificado de estudos.

No documentos da admissão ou matrícula deve indicar:

1.As datas exatas de duração do curso;

2.Valor do curso;

3.Calendário das aulas e horários letivos.

Além de oferecer a possibilidade de estudar com um programa de bolsa de estudo, confira os custos da universidade que você for escolher, assim como o custo de vida da cidade onde você for morar.

Planeje-se com antecedência. Planejamento é tudo!

Por favor faça comentários